Radioterapia Estereotáctica pode eliminar tumor de hipófise, diz estudo

A patologia é uma estrutura do tamanho de uma ervilha e localizada na base do cérebro, que se alcançar medidas volumosas precisa ser retirada cirurgicamente

Pesquisadores norte-americanos do Hospital Metodista de Houston, no Texas, vêm testando uma nova maneira de eliminar os tumores de hipófise por meio de múltiplas pequenas doses de radioterapia, precisamente, focadas no ponto alterado. O novo tratamento é chamado de Radioterapia Estereotáctica Fracionada (na silga FSRT, em inglês).

Segundo informações do site Vértigo Político, normalmente, os tumores de hipófise não exigem intervenção médica, pois são assintomáticos e muito pequenos, mas quando alcançam volumes maiores provocam alterações hormonais, devendo ser retirados cirurgicamente.

Ainda de acordo com o Portal, a cirurgia é o tratamento primário para este tipo de tumor, seguido de radioterapia. No entanto, alguns especialistas afirmam que a radiação em excesso pode afetar o sistema óptico e causar danos à visão do paciente. Por isso, a prática da FSRT  tem se mostrado mais segura e efetiva do que uma dose maior de radiação.