Imagens em 3D de coração de feto são feitas pela primeira vez

O método promete ajudar no tratamento de doenças cardíacas e poderá ser utilizado, em breve, nos hospitais 

Cientistas conseguiram capturar, pela primeira vez, imagens do coração de um bebê ainda dentro do útero materno. A técnica consiste na realização de diversas fotografias 2D do coração do feto, em diferentes ângulos, por meio de um aparelho de ressonância magnética.

Com o recurso de um software de computador, as imagens – captadas de forma desfocada, já que o bebê costuma se mexer frequentemente no útero – são unidas e ajustadas para, posteriormente, serem transformadas em uma única imagem 3D do pequeno coração. 

De acordo com informações do site Mundo ao Minuto, os pesquisadores do King’s College, em Londres, junto à equipe do Hospital Guy’s e St. Thomas, acreditam que a medida irá ajudar no tratamento de doenças congênitas cardíacas e que, em breve, poderá ser facilmente adotada em hospitais – permitindo assim o diagnóstico antecipado do paciente e o melhor tratamento. Para os pesquisadores, “a operação certa, no tempo certo, garante os melhores resultados”. 

Leia a matéria completa neste link.