Regularize seus débitos
Chame no   (11) 98644-0440

Clique aqui e regularize seus débitos



(11) 98644-0440

WhatsApp



Entrevista com Marcos Silva, presidente da Conafi

Em um bate-papo digital, Marcos Junior de Oliveira Silva, presidente da Conafi  fez apontamentos sobre atendimento on line e os novos rumos para a fiscalização do sistema CONTER/CRTRs

 

Membro efetivo do corpo de conselheiros e presidente da Coordenação Nacional de Fiscalização (Conafi) e da Comissão de Tomada de Contas (CTC) do Conselho Nacional dos Técnicos em Radiologia (CONTER), Marcos Junior de Oliveira Silva tem 39 anos e uma expressiva carreira na área da saúde.

Como técnico e tecnólogo em Radiologia, bacharel em Serviço Social e Pós-graduado em Gestão Pública e Docência, Marcos da Saúde – como é conhecido em Belo Horizonte, há 16 anos contribui e auxilia no diagnóstico por imagem junto à sociedade mineira.

Hoje, além das cadeiras assumidas no CONTER, atua no setor de radiologia do Hospital de Urgência Júlia Kubitschek, em Belo Horizonte. Em sua trajetória profissional, trabalhou em uma UPA (unidade de pronto atendimento de BH), no Hospital da Previdência, na Fundação dos empregados da Fiat e, por 12 anos foi preceptor na escola Técnica Novo Rumo.

Em entrevista ao CRTR-SP, Marcos da Saúde conta como o atendimento on line tem contribuído para que o trabalho da fiscalização – principal função dos conselhos de classe – continue sendo desenvolvido neste período de isolamento social.

 

 

Diante deste contexto pandêmico, onde as empresas tiveram que se reinventar, como você avalia o atendimento on line de fiscalização?

Com relação ao contexto pandêmico e a reinvenção por parte das empresas, é necessário entender que esse momento é de transformação muito grande no mundo todo, e várias práticas deverão ser modificadas e antenadas com essa nova realidade. O mundo pós pandemia não será o mesmo. O ambiente hospitalar nesse momento é muito inóspito, insalubre para os fiscais, mas o trabalho vai continuar para termos, dos 124 mil profissionais pelo Brasil, o reconhecimento que o Sistema CONTER/CRTR nunca para de trabalhar pela profissão.

 

De que forma o atendimento on-line pode favorecer a condução das diligências durante este período de isolamento social?

O atendimento on line faz parte de uma decisão que o CONTER tomou, por parte do plenário, para continuidade dos serviços, sem interrupção da presença do Conselho. Ainda que seja uma presença virtual, é importante demonstrar ao nosso profissional que nós estamos ali, para que a nossa profissão sinta a presença do sistema mais próxima, principalmente nesse momento, afinal de contas os nossos profissionais também estão na linha de frente contra a Covid-19. As denúncias feitas ao CONTER, através do site, serão atendidas presencialmente com todos os EPIs necessários para que o fiscal possa realizar o seu trabalho e também, mostrar ao profissional, que mesmo nessa pandemia, o CONTER está ao lado da profissão.

 

Como presidente da Conafi, quais os benefícios que o atendimento on line trouxe ao setor e aos profissionais e instituições abordadas?

O atendimento online veio justamente para não deixar o nosso profissional da fiscalização desamparado, ao mesmo tempo que buscamos preservar a saúde dos agentes fiscais, evitando que os mesmos sejam expostos, estamos dando a nossa contribuição para a contenção do vírus, assim como, zelando pelo bem mais precioso que nós temos, que são as vidas dos nossos profissionais e da sociedade que estão sob nossa responsabilidade.

Neste momento em que o sistema Conter/CRTRs dá sua contribuição nesse estado de calamidade pública de maneira a não expor os agentes fiscais, profissionais das técnicas radiológicas e a sociedade em geral, dispor o atendimento de forma on line ajuda a minimizar o risco de infecção e consequentemente a redução do número de pessoas infectadas.

Com esta medida, que muito contribui nesta crise sanitária, a questão não é só favorecer a condução das diligências durante o isolamento social, mas sim, conter os efeitos de propagação do vírus e continuar a proteger a sociedade. E por sermos um Conselho de Fiscalização da área da saúde, é importante o sistema Conter/CRTRs ser favorável às medidas e ações que o governo tem decretado como forma de combate ao Coronavírus.

Os benefícios são gerados para toda sociedade porque não interrompe a fiscalização, a abordagem on line abarca os profissionais, se demonstra muito presente perante os profissionais e as instituições, ao mesmo passo que cria um ambiente mais saudável que reduz os riscos de contaminação em relação aos fiscais e aos funcionários dos conselhos regionais.

Nós entendemos que o maior beneficiado dessas medidas é a sociedade, porque ao minimizar os riscos de uma contaminação, estamos dando nossa contribuição ao sistema de saúde para que os riscos dessa pandemia sejam minimizados, assim, a nossa contribuição vai nesse sentido de não deixar de fazer a atividade precípua do sistema, conforme rege a lei 7394/85, que é a fiscalização.