WhatsApp

Fase emergencial: como fica a circulação dos profissionais da saúde em SP

Compartilhe

Governo instituiu toque de recolher das 20h às 5h, medidas devem permanecer até 30 de março. Veja como fica a circulação dos profissionais da saúde. 

Trânsito na Av. 23 de Maio, visto a partir do Viaduto Tutoia. (Paulo Fehlauer)

Para conter o avanço da Covid-19; está em vigor em todo o estado de São Paulo a fase emergencial, que prevê regras mais rígidas do que a fase vermelha da quarentena. A medida deve permanecer até o dia 30 de março.

Pela nova regra, haverá “toque de recolher” entre 20h e 5h, indicando que as pessoas permaneçam em casa no período. Durante este intervalo, a Polícia Militar irá intensificar a fiscalização do tráfego nas ruas e poderá orientar as pessoas a voltarem para casa.

Leia mais: Presidente do CRTR-SP pede prioridade na vacinação aos profissionais da Radiologia

A Prefeitura de São Paulo também anunciou a antecipação de 5 feriados municipais para os dias 26, 29, 30 e 31 de março, além de 1° de abril e uma mudança no horário do rodízio. A nova regra do rodízio, que passará a valer das 20h às 5h, entra em vigor na segunda-feira (22).

O rodízio de veículos para profissionais da saúde, incluindo os profissionais da Radiologia, está livre desde maio de 2020, quando a prefeitura instaurou o rodízio mais rígido. Para isso, todos os trabalhadores da área poderão enviar um email para a prefeitura e receberão um cadastro simples a preencher, com nome, CPF, endereço, placa do carro e estabelecimento em que dá expediente. O endereço eletrônico é isencao.covid19@prefeitura.sp.gov.br

Vídeo de 07/05/2020

Por conta da fase emergencial e da antecipação de feriados na capital, não haverá expediente do CRTR-SP do dia 26/03 ao dia 02/03. Retornaremos nossas atividades no dia 05/04. 

Leia mais: Vibrações de ultrassom podem destruir coronavírus, sugere estudo