WhatsApp

Nota de Falecimento

Compartilhe

 

É com imenso pesar que, o Conselho Regional dos Técnicos em Radiologia da 5ª região (CRTR-SP) informa o falecimento do TNL. Francisco Thomé Dutra, 49 anos, vítima de Covid-19, ocorrido na noite desta terça (30) no Hospital Municipal de Urgência (HMU) em Guarulhos. O sepultamento, restrito aos familiares, ocorreu no cemitério Vila Alpina, na capital.

Residente em São Paulo, e com parte da sua trajetória dedicada à Radiologia de Goiânia,  Francisco Thomé – como era conhecido no meio profissional – deixa um legado de aproximadamente 25 anos para a categoria. Durante toda a sua jornada sempre batalhou pela profissão e buscava passar o melhor, e da melhor forma possível, tudo o que sabia aos seus colegas de equipe. Como gerente das técnicas radiológicas na Fundação Instituto de Pesquisa e Estudo de Diagnóstico (FIDI), além de tutor, foi amigo daqueles que compartilharam com ele a rotina diária do diagnóstico por imagem. E hoje, todos esses amigos lamentam profundamente a perda deste ícone da Radiologia.

Segundo o conselheiro suplente do CRTR-SP, James Sanches Custódio, Thomé era um excelente profissional, sempre muito educado, solícito e respeitado por todos, e como professor transmitia seus conhecimentos de forma clara e com muita humildade.

“Francisco Thomé pessoa espetacular de um grande caráter. Professor de todos nós, aprendi muito com ele sobre exames contrastados.  Um ser humano simples e humilde que Deus o receba de braços abertos”, diz James, colega de trabalho e amigo desde 2004, que teve o privilégio de dividir as alas de radiologia com o estimado professor.

Emerson Siraqui, coordenador dos cursos de graduação e pós-graduação do centro educacional do Hospital Alemão Oswaldo Cruz (HAOC), também lamenta a perda de mais um soldado no enfrentamento da Covid-19. Colega e grande amigo, ele relembra que Francisco Thomé sempre foi muito querido por todos e que seu legado na radiologia jamais será esquecido.

“É com muita tristeza que comunicamos a perda de mais um soldado no enfrentamento da COVID-19, Francisco Thomé descanse em paz meu amigo… Para os que te conheceram sabem que você combateu um bom combate e sabem também que você está agora ao lado de Deus que seguiu a vida inteira. Mais um excelente profissional, amigo que perdemos para esta guerra. Gostaria que soubesse que jamais será esquecido, pessoas assim nunca morrem de verdade… mais do que um amigo fiel e verdadeiro você sempre foi um ser humano de coração gigante e nobres atitudes, e foi com você que aprendi a confiar mais no ser humano, me ensinou o verdadeiro valor da amizade e todos estes aprendizados seguem comigo até hoje. Vai em paz, meu amigo, você vai fazer muita falta, cada um tem a sua hora, e mais cedo ou mais tarde vamos nos encontrar. Até lá ficam as saudades e a nossa amizade que nunca irá morrer, honraremos seu nome e continuaremos seu legado do bem e do amor a tudo e todos. E a nós que continuamos essa luta cabe apenas aceitar os desígnios de Deus com humildade e serenidade, e tentar não perder a fé na vida”, declara Siraqui.

O professor Francisco Thomé, deixou não somente a radiologia, mas também, sua esposa Ana Paula e seu filho Matheus. Solidária e tristemente, a radiologia se despede de mais um herói, com visão de Raios-X, que nos deixa um legado de amor, dedicação e coragem tanto na vida quanto na profissão.

Em nome de toda a Direção Executiva e do Corpo de Conselheiros do CRTR-SP, lamentamos e prestamos nossas sinceras condolências aos familiares, amigos e colegas de trabalho desse profissional que, com orgulho e excelência, honrou a profissão das técnicas radiológicas.

Cordialmente, Júlio César dos Santos, presidente do CRTR-SP.