WhatsApp

Radiologia: 10 dicas para conseguir uma vaga de emprego

Compartilhe

Encontrar uma vaga de emprego muitas vezes pode ser difícil para os recém-formados. Veja a seguir, 10 dicas para lidar com essa primeira fase

(foto: Mikael Häggström)

Ter um bom plano é essencial para entrar em uma vaga, especialmente em um mercado amplo, que oferece diversas possibilidades de atuação, como o das técnicas radiológicas. É preciso estar preparado para evitar erros e se destacar.

Encontrar um emprego pode ser difícil, principalmente para os recém-formados, técnicos e tecnólogos da radiologia. Como a grande maioria opta pela área da saúde, nicho bastante saturado, verticalizado e sustentado pela rede pública ou privada, o número de vagas disponíveis no mercado de radiodiagnóstico fica limitado.

No mundo da radiologia, a área da saúde é apenas uma das opções dentre as diversas atribuições deste profissional. Com a mesma formação é possível trabalhar na indústria alimentícia e farmacêutica, em portos e aeroportos, em empresas de engenharia, em clínicas veterinárias e odontológicas, pesquisa e docência e em qualquer outra área que se utilize da radiação ionizante para fins diagnósticos e terapêuticos.

O setor radiológico anda de mãos dadas com a tecnologia, e por isso, está sempre em processo de expansão. Hoje, com a telerradiologia e com a digitalização dos processos de imagem, as empresas exigem competências profissionais que requerem estar aptos a manusear e interagir com novos aparelhos que permitem a execução de um trabalho mais ágil e preciso.

Além de conhecimento e habilidade técnica atualizados, há também, a exigência de competências comportamentais, que estão relacionadas aos traços da personalidade ou aptidões que formam os padrões responsáveis por nossas atitudes, necessárias para exercer uma posição com eficiência.

Com base neste cenário, destacamos 10 pontos importantes em níveis comportamental e estratégico para te orientar a conquistar a tão sonhada oportunidade profissional.

Tenha uma estratégia
  • Crie uma estratégia de emprego e metas para cada passo. Tenha em mente que a busca por um emprego, já é um trabalho. Antes de dar o primeiro passo defina alguns pontos básicos como: Qual a sua melhor aptidão? Onde você pode colocá-la em prática? Prefere atuar em instituições públicas ou privadas? Que especializações são necessárias? Qual é seu diferencial e como você pode usá-lo a seu favor? Feito isto, trace o seu roteiro, para trazer resultados de curto, médio e longo prazo, e mãos à obra.
Capriche no Currículo
  • Elabore um bom currículo, que contemple de forma objetiva e sucinta os seus dados pessoais básicos e histórico acadêmico. Dê ênfase às suas experiências obtidas através de estágios, realizações escolares de destaque. Lembre-se de listá-las de forma cronológica e maior relevância.
Networking
  • Realize Networking. Faça contatos com pessoas da área, seja no ambiente educacional, de estágio ou pelas redes de relacionamentos, se mantenha presente (com moderação) para que seja visto e lembrado em momentos oportunos. Além disso, esta prática te ajuda a desenvolver a capacidade do bom relacionamento interpessoal, que envolve a boa postura com colegas de trabalho, chefias e pacientes.
Organização é primordial
  • Seja organizado e administre seu tempo. A busca por uma oportunidade profissional tem que ser vista como ‘um emprego’, portanto, é necessário ter foco e dedicar parte do seu dia para realizar pesquisas por vagas, cadastramento de currículos e aprimoramento educacional. A capacidade de organização e concentração são habilidades essenciais para o bom desempenho das tarefas diárias do profissional das técnicas radiológicas em qualquer área a ser seguida.
Aprimore sua comunicação
  • Seja um bom ouvinte e aprimore a sua capacidade de comunicação oral e escrita. Com estas habilidades você se destaca não só durante o processo seletivo, mas também, durante a rotina do emprego que está por vir. O profissional das técnicas radiológicas transita por diversos setores, interage com diferentes perfis de público, então, se expressar bem é fundamental.
Esteja sempre atualizado
  • Seja curioso e esteja atento à inovação. A cada ano, novos equipamentos e sistemas tecnológicos são desenvolvidos para facilitar o dia a dia do profissional da Radiologia. Saiba o que está sendo utilizado pelas instituições, informe-se sobre o perfil das empresas aos quais se candidata e esteja a 10 passos à frente do seu concorrente. O mercado exige um profissional cuja formação vai além da grade curricular, especializações são sempre bem vistas e geram um grande diferencial no currículo.
Certificação em Proteção Radiológica
  • Por ser uma atividade que envolve o uso de aparelhos que emitem radiação, ter conhecimento da resolução que rege a segurança e proteção radiológica é garantia de visibilidade perante a concorrência. Você será visto como um profissional competente, que domina os riscos, sendo capaz de assegurar a integridade da saúde de todos os envolvidos no processo, além do zelo e bom uso dos equipamentos radiológicos.
Se prepare para os desafios
  • Esteja preparado mentalmente para os desafios. Tudo o que é desconhecido gera algum conflito, um receio e por isso, estar preparado para enfrentar os obstáculos que vão surgir no caminho é primordial para se manter focado e não desistir aos ‘nãos’ e ‘portas fechadas’ aos quais se deparar. A cada desafio é importante rever as metas e mudar a rota, se preciso for. Manter o equilíbrio emocional é fundamental durante todo este processo.
Contrato de trabalho
  • Conhecer as formas de contratação. Com a mudança na legislação trabalhista, hoje, o mercado oferece diversos tipos de contrato de trabalho (CLT, Autarquia, Terceirização, etc.), e por ser as técnicas radiológicas um setor que segue uma regulamentação diferenciada dos demais – devido a sua periculosidade – é importante conhecê-las para assim, garantir benefícios, como insalubridade, redução de horas, aposentadoria especial, entre outros. A fim de que isto não se torne um problema num futuro emprego.
 Não esqueça sua essência
  • Seja você e persevere em seu propósito. As dicas servem para nortear os passos na construção de um caminho, mas não devem sobrepujar a sua essência e o que te fez escolher a Radiologia como profissão. É sabido que para ser um ‘bom profissional’ – em qualquer área – não bastam apenas a teoria e a prática. É necessário gostar do que se faz, ser espontâneo, verdadeiro, compreensivo, paciente e respeitoso. Amor a profissão é a chave-mestra para abrir as portas do sucesso.

Desejamos que com estas dicas, mesmo diante deste quadro econômico difícil que vivemos atualmente, novos horizontes se abram e que você possa colocar em prática todo o aprendizado e esforço dedicado nesta busca e, que seu futuro na Radiologia seja promissor. Boa sorte!